logotipo comemorativo dos 80 anos da Justiça do Trabalho
  • Selo 100% PJe
  • Selo Prata CNJ
  • Instagram
  • SoundCloud
  • Youtube
  • Facebook
  • Twitter
  • Flicker
Política de Cookies

O Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT7) utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no portal implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais do TRT7.

Comissão de Incentivo à Participação Feminina do TRT/CE realiza ações de inclusão

A Comissão de Incentivo à Participação Feminina do TRT/CE realizou ações institucionais nos meses de julho e agosto. A juíza do trabalho e coordenadora da comissão Daiana Gomes conheceu o Centro de Cultura e Convivência “Outra Casa Coletiva” voltado para o acolhimento de jovens LGBT, em Fortaleza. No mês de agosto, a magistrada participou de audiência coletiva pela empregabilidade das pessoas LGBTI + no Ceará. 

Outra Casa Coletiva é um espaço de acolhimento para jovens LGBTI +

“A Participação da Comissão Feminina na visita à Outra Casa Coletiva e na audiência coletiva pela empregabilidade das pessoas LGBTQIA+ visa ao cumprimento do ODS 5 da Agenda 2030, que é de suma importância para a promoção da igualdade de gênero, da inclusão social, da não-discriminação e do respeito à dignidade de toda pessoa humana, tudo em prol da construção de uma sociedade mais justa e igualitária”, afirmou a coordenadora da comissão.

Durante a visita à Outra Casa Coletiva, no mês de julho, a juíza Daiana Gomes e as procuradoras do trabalho Mariana Férrer, Ana Valéria e Christiane Vieira conheceram o trabalho de suporte psicológico, jurídico e inclusão laboral para o público LGBT em Fortaleza oferecidos pelo espaço de acolhimento. 

TRT/CE, MPT/CE e MPT/GO, SRTE, MPE, Senai, Sebrae, Sine IDT, Assembleia Legislativa e movimentos sociais se fizeram presentes na audiência coletiva

Audiência Coletiva

No mês de agosto, a Comissão Feminina do TRT/CE, representada por sua coordenadora, participou da audiência coletiva remota de iniciativa do Ministério Público do Trabalho no Ceará (MPT/CE). O objetivo da sessão pública era unir as instituições presentes para desenvolver projetos e fomentar a empregabilidade do público LGBTI + no Ceará.

Em seu pronunciamento na audiência, a magistrada Daiana Gomes destacou que a Justiça do Trabalho do Ceará tem se colocado atenta e com propósitos atuantes para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU. “A causa não é de facetas de pessoas da comunidade LGBT, a causa é de toda a humanidade”, afirmou. Assista aqui à audiência coletiva.

Vitrine temática da Biblioteca do TRT/CE - Agosto Lilás - Combate à Violência contra Mulher

Calendário

Outras iniciativas já estão programadas pela Comissão Feminina. De acordo com a secretária da comissão, Deven Moura, está sendo preparado o 1º Encontro de Mulheres do TRT/CE, previsto ainda para o segundo semestre deste ano, a ser realizado com o apoio da EJUD7.  Em parceria com a Biblioteca, está sendo promovida a Campanha Agosto Lilás - Combate à Violência contra Mulher com a vitrine temática e a live do Projeto Odisseias Literárias sobre o livro “Sobrevivi, posso contar...” da autora Maria da Penha.

Criação da Comissão

A presidente do TRT/CE, desembargadora Regina Gláucia Cavalcante Nepomuceno assinou, em junho deste ano, a Portaria 82/2021, restabelecendo a Comissão, em composição formada integralmente por mulheres. A iniciativa visa ao planejamento de ações de incentivo a maior participação institucional feminina, além de outras medidas de promoção da igualdade de gênero, no âmbito do Regional.

Integram a comissão a juíza do trabalho Daiana Gomes, a diretora-geral Neiara São Thiago Cysne Frota, a diretora da Divisão de Material e Logística, Deven Moura Miller, a assessora de desembargador Marilsa Ferreira Araújo Oliveira e a diretora de secretaria de vara Carmecilda Maria Moura de Andrade.