logotipo comemorativo dos 80 anos da Justiça do Trabalho
  • Selo 100% PJe
  • Selo Prata CNJ
  • Instagram
  • SoundCloud
  • Youtube
  • Facebook
  • Twitter
  • Flicker
Política de Cookies

O Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT7) utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no portal implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais do TRT7.

Anexo do Fórum Autran Nunes deverá estar concluído em 2006

Em sessão especial, a que compareceram os membros do Pleno e os juízes de todas varas da Capital e do Interior, o Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região, juiz Antonio Marques Cavalcante Filho, anunciou que, ainda este ano, deverá ter início a construção do prédio anexo do Fórum Autran Nunes, obra de inadiável importância para o andamento das milhares de ações que entram em pauta continuamente na Justiça do Trabalho do Ceará.

Estiveram presentes também à reunião o deputado José Pimentel, autor do projeto de lei que inclui no Plano Plurianual do Governo os recursos destinados à obra e que se empenhou bastante para obter o aprovo do Ministério do Planejamento; o Delegado Regional do Trabalho, Alberto Fernandes; o presidente da OAB-CE, Hélio Leitão; o representante do Ministério Público do Trabalho, dr. Gerson Marques; o presidente do Sindicato dos Lojistas, Cid Alves; o representante da Câmara de Diretores Lojistas, Pio Rodrigues e o presidente da Federação do Comércio, Luiz Gastão Bittencourt.

Além do Presidente Antonio Marques, falou o deputado Pimentel, oferecendo detalhes da tramitação do projeto, que já é do conhecimento do próprio Presidente da República.

PRIORIDADE ADMINISTRATIVA

Em seu pronunciamento, o Presidente Antonio Marques enfatizou a importância da ampliação do Fórum Autran Nunes :-“Desde o primeiro momento, elegí esta obra como prioridade principal da minha administração no TRT da 7ª Região. O Fórum trabalhista de Fortaleza foi construído há mais de 20 anos para abrigar cinco varas ( na época denominadas juntas de conciliação). Hoje são 12, em breve serão catorze. E as condições do prédio não mais permitem a implantação de outros serviços. O atendimento ao público está cada vez mais crítico, sem o mínimo conforto para as partes, bem como para juízes e servidores. São mais de 3.000 pessoas que transitam a cada dia por aquele velho edifício. Fizemos sentir isto em nossa justificativa ao Ministério do Planejamento e, sem dúvida, o Ministro Paulo Ricardo se sensibilizou com o nosso pleito. Quero ressaltar, aqui, a decisiva participação do deputado José Pimentel, sempre presente ao nosso lado no Ministério, corroborando a proposta e, enfim, dando-lhe a necessária tramitação legal através de um projeto de lei”.

O deputado Pimentel reiterou as declarações do Presidente e foi enfático ao declarar que o pleito enviado pelo TRT da 7ª Região ao Ministério do Planejamento convenceu plenamente os técnicos e o Ministro da imperiosa necessidade da imediata construção de um prédio anexo para atender à Primeira Instância da Justiça do Trabalho no Ceará.