logotipo comemorativo dos 80 anos da Justiça do Trabalho
  • Selo 100% PJe
  • Selo Prata CNJ
  • Instagram
  • SoundCloud
  • Youtube
  • Facebook
  • Twitter
  • Flicker
Política de Cookies

O Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT7) utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no portal implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais do TRT7.

Programa Trabalho Seguro realiza visita institucional à indústria de cerâmica Cerbras

 

Gestores do Programa Trabalho Seguro, Franzé Gomes e Carlos Rebonatto, ladeando a presidente da Cerbras, Lúcia Mota

O Programa Trabalho Seguro (PTS), através dos seus gestores regionais, os magistrados do TRT-7 Francisco José Gomes da Silva e Carlos Alberto Trindade Rebonatto, realizou, no dia 16 de março, visita institucional à empresa Cerâmica Brasileira - Cerbras do segmento de porcelanato e revestimento cerâmico. A iniciativa visa contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de promoção da saúde do trabalhador e prevenção de acidentes laborais.

Veja mais fotos aqui.

O encontro ocorreu na sala de reuniões da empresa Cerbras

“O nosso compromisso é ajudar nas rotinas de trabalho. Nós queremos auxiliar a prevenir acidentes e a preservar a vida humana”, destacou o desembargador Franzé Gomes. A frase foi dita durante reunião da comitiva do TRT-7 com o corpo administrativo da indústria de pisos, formado pela presidente da Cerbras, Ana Lúcia Mota, a diretora administrativa, Ticiana Mota, a diretora industrial, Mariana Mota, o coordenador da área de segurança do trabalho, Nixon Ferreira, a médica do trabalho Débora Lins e a funcionária de Marketing Daniela Ribeiro.

“A visita à Cerbras teve como objetivo o estreitamento da relação institucional entre o Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região e a empresa e seus empregados”, elucidou o desembargador. Cláudia Giovana, integrante do Programa Trabalho Seguro, exibiu os slides com apresentação do PTS, mostrando sua origem, seus objetivos, seus gestores e suas metas.

Durante a exposição, o juiz titular da 18ª Vara do Trabalho de Fortaleza, Carlos Alberto Rebonatto, enfatizou os dados estatísticos que envolvem os acidentes de trabalho no país. De acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e Organização Internacional do Trabalho (OIT), só em 2020 foram registrados 1.866 óbitos e 446.881 notificações relacionados a acidentes de trabalho.

“Esses dados não incluem funcionários públicos, militares, segurança pública. Tratam-se apenas dos números do INSS, dos trabalhadores com carteira assinada. Também não foram inseridos os acidentes de trânsito e na área rural”, afirmou Rebonatto, esclarecendo que os números superam os dados oficiais. Complementou trazendo situações de como outros países lidam com a questão de segurança do trabalho.

Foto na sala de reuniões da empresa Cerbras onde estavam integrantes do Programa Trabalho Seguro e representantes da empresa
Lúcia Mota administra a empresa auxiliada pelos filhos

Cerbras

Durante a reunião, a presidente da Cerbras, Ana Lúcia Mota, narrou sobre o histórico da empresa e sua trajetória profissional. A empresária, que lidera quase mil funcionários, aposta na valorização do trabalhador e na participação deles nos lucros. “Há muito tempo, nós temos caixas de sugestões. Só eu que as abro, então as reclamações chegam direto a mim”, assegurou Ana Lúcia. 

Sua filha e diretora administrativa, Ticiana Mota, acrescentou que o parque industrial, sediado em Maracanaú e com mais de 86 mil metros quadrados de área construída, investe em sustentabilidade. “100% da água consumida a gente trata e volta para o processo industrial”, observou.

Na avaliação do coordenador da área de segurança do trabalho da Cerbras, Nixon Ferreira, os acidentes podem ser evitados através de acompanhamento constante. “Se você for analisar qualquer processo sistemático, vão acontecer pequenos sinais e incidentes para depois acontecer um acidente. Os acidentes são os gritos da inconsistência do processo. Controlando o pequeno, o grande não acontece”, concluiu o gestor.

Foto de ambiente com inúmeros funcionários trabalhando em computadores
A indústria funciona 24h durante todos os dias do ano

A comitiva da Justiça do Trabalho do Ceará conheceu parte das instalações da empresa, que fabrica mais de 93 mil metros de cerâmica diariamente. No refeitório da fábrica almoçam, cotidianamente e no mesmo ambiente, a presidente, gestores, funcionários e jovens aprendizes.

Próximas ações

O desembargador Franzé Gomes informou que no mês de junho está sendo prospectado, junto com a Enel e empresas terceirizadas, um seminário sobre saúde e segurança do trabalho dos trabalhadores no setor elétrico. 

Outra ação junto à Cerbras está programada. Trata-se da participação do Regional na Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Sipat/2022), através da realização de um seminário sobre saúde e segurança do trabalho, aspectos físicos e psicológicos, na relação de trabalho, após a pandemia.

Estão previstas, ainda, visitas a empresas e indústrias, dentre elas a Companhia Siderúrgica do Pecém - CSP. O objetivo das ações é “levar a mensagem da necessidade de que os trabalhadores tenham a sua saúde e a sua segurança respeitadas. E que a prevenção é o melhor caminho para evitar o acidente”, finalizou o gestor regional Franzé Gomes.