Logo
  • Selo 100% PJe
  • Selo Prata CNJ
  • Instagram
  • SoundCloud
  • Youtube
  • Facebook
  • Twitter
  • Flicker
Política de Cookies

O Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT7) utiliza cookies, armazenados apenas em caráter temporário, a fim de obter estatísticas para aprimorar a experiência do usuário. A navegação no portal implica concordância com esse procedimento, em linha com a Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais do TRT7.

Coleta seletiva do TRT/CE ganha o reforço de Papa-Pilhas

Um novo produto vai auxiliar magistrados e servidores do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará a descartarem corretamente pilhas e baterias usadas. A Comissão de Gestão Socioambiental (Ecosétima) começou esta semana a distribuir às unidades administrativas e judiciárias um recipiente conhecido como Papa-Pilhas. Construído de papelão reciclado e MDF, o produto tem como objetivo promover a coleta seletiva e auxiliar conscientização sobre o descarte desse material.

Cada unidade que receber o recipiente funcionará como um ponto de coleta de baterias utilizadas no trabalho e em casa. Mensalmente, a Ecosétima recolherá o material descartado e o enviará a um banco privado de Fortaleza, que transporta pilhas e baterias para uma indústria de reciclagem localizada em Suzano (SP).

As pilhas e baterias de uso doméstico são compostos por metais pesados como cádmio, chumbo e mercúrio, que colocam em risco a saúde humana e o meio ambiente. Quando descartadas no lixo comum, as cápsulas que as envolvem costumam romper e deixam vazar líquido tóxico. Solo e lençóis freáticos acabam contaminados, prejudicando a agricultura e a hidrografia.

Criação: O Papa-Pilhas foi desenvolvido por dois servidores agentes de segurança do Tribunal, os irmãos Paulo Roberto e Paulo Sérgio Viana Chaves. Há oito anos, o primeiro tem como hobby a marcenaria. Para desenvolver o Papa-Pilhas, ele adaptou um de seus equipamentos. “Além de contribuir com o meio ambiente, tive a possibilidade de compartilhar com os colegas um ofício que pratico nas horas de lazer”, explica.

A matéria-prima utilizada no Papa-Pilhas foi ideia do servidor Paulo Sérgio. Junto com outros integrantes da Ecosétima, ele encontrou entre entulhos grandes tubos de papelão utilizados originalmente para armazenar persianas. Comprou algumas placas de MDF e, enquanto o irmão definia as formas que teria o Papa Pilha, ele desenvolveu o rótulo para o recipiente.


Entrega de Papa-Pilhas no gabinete da Presidência