Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • Mudar contraste
  • Acessível por Libras

A entrega da medalha e do diploma ao des. Franzé Gomes foi feita por Carlos Pimentel de Matos Júnior, ex-ministro do Trabalho interino
A entrega da medalha e do diploma ao des. Franzé Gomes foi feita por Carlos Pimentel de Matos Júnior, ex-ministro do Trabalho interino

Na manhã desta sexta-feira (11/1), o desembargador Francisco José Gomes da Silva recebeu a comenda da Ordem do Mérito do Trabalho Getúlio Vargas, no Grau Comendador. A honraria é uma das mais altas condecorações do Trabalho no país, concedida pelo Ministério do Trabalho, e foi entregue por Carlos Pimentel de Matos Júnior, secretário-executivo do Ministério do Trabalho e ex-ministro do Trabalho interino. A entrega da medalha e do diploma referentes à condecoração ocorreu no gabinete do desembargador, na sede do TRT/CE, em Fortaleza, na presença de servidores e amigos.

A solenidade de entrega ocorreu no gabinete do magistrado, na sede do TRT/CE
A solenidade de entrega ocorreu no gabinete do magistrado, na sede do TRT/CE

“É uma honra muito grande receber esta condecoração, especialmente por se tratar da última da pasta enquanto Ministério”, declarou o desembargador Francisco José Gomes, referindo-se à extinção do Ministério do Trabalho, que passou a ser uma secretaria do Ministério da Economia a partir do início deste ano.

A comenda foi concedida por decreto presidencial assinado no dia 27 de dezembro de 2018, pelo então presidente da República Michel Temer, a partir de proposição do ministro do Trabalho Caio Vieira de Mello. Além do magistrado do TRT/CE, outras duas personalidades cearenses receberam a condecoração: Beto Studart, presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), e Carlos Pimentel de Matos, advogado trabalhista.

Segundo a Assessoria de Imprensa do Ministério do Trabalho, o desembargador Francisco José Gomes da Silva foi condecorado em virtude de toda uma carreira profissional dedicada à institucionalização do Direito do Trabalho e ao aprimoramento dos órgãos da Justiça do Trabalho. Beto Studart teve reconhecido seu empenho em favor de uma maior produtividade no trabalho industrial, bem como pelo incentivo à formação profissional. Carlos Pimentel de Matos, ex-cônsul de Portugal no Ceará, por sua vez, recebeu a homenagem em razão de seus 40 anos de dedicação à defesa dos justos direitos dos protagonistas das relações de trabalho no Ceará.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério do Trabalho